quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Je suis Charlie


Dia triste para o jornalismo e para a democracia. Três terroristas atacaram a sede da revista francesa, Charlie Hebdo, assassinando 12 pessoas. 

Hoje, a única certeza é que as vozes silenciadas pela intolerância e pelo extremismo ignorante serão amplificadas pelos milhões que saem às ruas gritando "je suis Charlie". 

Não se pode calar um ideal, a liberdade é um bem supremo. A multidão que foi às ruas em protesto aos ataques deixou claro que nenhuma violência será capaz de amedrontar os que acreditam em valores como liberdade, igualdade e  fraternidade. Estes moldam nossas almas e guiam nossas ações. 

Existem mais canetas do que armas neste mundo, jamais esqueçam! A guerra deles já está perdida. 



Nenhum comentário: