quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Depois da "Kiss"

É hora do Brasil crescer. Na última semana acompanhei perplexa a cobertura da tragédia em Santa Maria, assim como todos, comovida e em verdadeiro pesar. Morei naquela cidade, na mesma rua da boate Kiss, andei naquela calçada, hoje, coberta apenas por flores e banhada por um silêncio que rasga a garganta. Santa Maria sempre foi, a meu ver, a representação perfeita do que é a juventude. Uma cidade vibrante, movimentada, alegre e emergente, uma terra de sonhos jovens que, depois da Kiss, foram sufocados ... Se é verdade que as tragédias carregam em si a natureza apocalíptica, transformadora, espero que desta vez não seja diferente.

A dor que cala o Brasil precisa se transformar na voz que pede justiça e no sofrimento que ensina a crescer. Creio que neste momento de comoção é preciso chorar, deixar o coração contorcer e seguir em frente com um ar mais duro, firme, seguro e, porque não dizer, um espírito mais sério. O Brasil que chora a morte de tantos de seus jovens, precisa urgentemente sair da adolescência para poder zelar pelos seus. Não dá mais pra se gabar do jeitinho brasileiro, dá? está na hora desse país assumir as responsabilidades de uma nação adulta, capaz de cuidar de si. Está na hora do povo da alegria exacerbada aprender a refletir, discutir e, principalmente, SE levar a sério. 

Se buscamos os culpados, precisamos nos entregar! Nós elegemos os caras que, agora, chamamos de corruptos. Somos cúmplices do velho "não dá nada" ... Qual o problema de dar uma grana e se livrar da multa de trânsito se dirijo melhor bêbado do que sóbrio? o que tem de errado sonegar um pouco se o governo rouba tanto? o problema é que respeitar a lei é uma questão de cultura, de cidadania, de educação, não de opção!!! ... não podemos mais justificar nossos erros apontando o dedo para os outros, todos nós estamos pagando a conta por alimentarmos esse sistema no qual as leis precisam "pegar" e são manipuladas de acordo com nossa vontade. 

Se queremos respeitar e homenagear as vítimas da tragédia, precisamos transformar o Brasil em um país maduro, capaz de cuidar dos verdadeiros jovens. Se nossa irresponsabilidade cívica acabou com a festa de tantos inocentes, precisamos acabar com a nossa  transformando o Brasil em um país onde a justiça é para todos, e as leis também. 

Nenhum comentário: