terça-feira, 20 de julho de 2010

Dia do Amigo: todos e cada um

-->
Nunca tive grandes grupos de amigos e, hoje, isso me parece uma tremenda sorte. Historicamente meus amigos se dividem em pequenos núcleos que, muitas vezes, não se toleram. E como sempre foi assim ... aprendi a me dividir e admirar todos os tipos de malucos que cruzaram meu caminho e demarcaram seu território em alguma parte ou em toda minha vida. 

Meus amigos, todos eles, são singulares e determinantes para alguma das minhas muitas facetas ou fases. Alguns estão na minha memória mais remota, como se possuíssem vidas paralelas a minha – estes, em específico, eu não escolhi, me foram dados de presente e, como acontece entre parentes que pouco se assemelham, eu aprendi a amar estes seres que ajudam a contar minha própria história mesmo entre brigas e desculpas.
Especial, também, são os amigos que conquistei na infância, tanto aqueles que ficaram por lá como os que continuaram comigo. Alguns são como pedaços vivos do que sou, estão ligados às lembranças que constroem minha identidade e minha forma de ver o mundo. Estes são os amigos que experimentaram os diferentes sabores dos dias, meses e anos, junto comigo. Nós dançamos Sandy Junior e passamos tardes na piscina, tivemos o primeiro namorado, depois o 2º, 3º (...), nos perdemos e nos achamos, confessamos segredos, fomos colegas de escola e nos formamos em cursos diferentes, bebemos e nos recuperamos, às vezes com riso, outras com choro, mas estávamos lá, perto ou longe, lado a lado, observando as mudanças do outro e torcendo diariamente por ele. Estes são os amigos que não se perde nem se ganha, eles estão em sua vida e não há como dissociá-los dela.  

Outras destas incríveis criaturas apareceram de repente e tornaram meus dias um turbilhão. Esses eu encontrei pelo jardim da faculdade ou em alguma festa habitada por seres estranhos ... Me ensinaram a beber, me ofereceram cigarro de menta, me fizeram ouvir as piores músicas e a me divertir como nunca ... foram eles que me incentivaram, me empurraram, acreditaram nos meus sonhos e me ajudaram a realizá-los. Certamente, eles são o maior vínculo que criei com a melhor fase da vida, é através deles que minha memória desperta meus melhores dias e minhas mais inacreditáveis histórias.

Há ainda os amigos dos amigos, ou os amigos por associação. Estes são acidentes e tendem a causar grandes impactos, surgem por acaso e de uma hora para outra fincam bandeira. Os meus amigos acidentais talvez sejam os que mais me aturam, me socorrem, me escutam e me surpreendem ... eles são como todo inesperado: marcantes. 

Por fim existem os amigos que estão no pacote emprego. Estes são àqueles que transformam os piores dias em apenas mais um dia ... ensinam a rir do inusitado, a lidar com dificuldades, a transpor limitações e, principalmente, mostram que o trabalho pode ser divertido e, ao mesmo tempo, eficiente. Diariamente, estes são os amigos que me ensinam, me corrigem, me apóiam e me lembram do quanto a vida, em todas as suas áreas, depende daqueles que estão a nossa volta.

Hoje, no dia do amigo, tudo que posso fazer é agradecer pelos inúmeros tipos de malucos que foram surgindo com o passar dos anos. Tenho certeza que cada um dos amigos que tenho possui um valor que jamais poderei mensurar com precisão, mas também sei que todos eles são os responsáveis pela história que construo diariamente e da qual, um dia, pretende recordar com saudade.

5 comentários:

Evelyn Bastos disse...

Aiii amiga que coisa mais fofa!!! Pode ter certeza que todos esses malucos jogam as mãos pro céu por te ter por perto... TE AMO!

Fabih Caldas disse...

que lindoooo!
que lindaaaa tu!

feliz dia dos amigos malucos!


saudade gigante!
beijo beijo amada!!

Priscilla disse...

Ai que liiiiindo Josi! :] Li meio atrasado, confesso, mas amei.
Tu também é uma parte da minha vida, parte de mim. Eu te amo muito e vamos envelhecer juntas! Claro, que isso vai demorar muuuuito. Hehehehe.... Te amo, beijos.

Odiomar Teixeira disse...

Bah, filha! Mas esses teus amigos são muito feioooos! KKKK.Bjão.

Anônimo disse...

Amor!
Simplesmente TE AMO cada segundinho mais.
Obrigada por ser minha amiga, minha vida, meu exemplo, minha prima, minha chata, minha dengosa, meu mimo...
Beijaoo
Parabens pelo blog, ta lindo!
Nessa Nascimento