segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Amado Chico ...


É muito bom tê-lo conosco, seja bem-vindo!!! Durante nove meses você foi motivo de muita expectativa e ansiedade não apenas para seus dedicados pais, mas para todos que acompanharam sua gestação. Você nasceu de parto normal, um garotão lindo com mais de 3kg e 46 cm.

Como dinda, não pude deixar de ir vê-lo no hospital e vale salientar que todos estavam radiante com sua chegada. Você nesceu antes do prazo previsto, um menino moderno que, pelo que parece, já sabe como as coisas funcionam aqui fora: é preciso correr e sempre chegar antes do esperado.

Escrevo-te porque daqui pra frente seremos aliados. Vou precisar da sua ajuda para aprender a ser sua madrinha, e pretendo te ajudar a entender esse lugar maluco onde você veio parar. Aqui todo mundo é meio bom e meio mau, todos correm freneticamente sem saber para onde vão, as certezas são raras e você descobrirá bem cedo que é preciso duvidar sempre!

A partir de agora você receberá diversos conselhos e terá de aprender a filtrá-los, mas nunca se esqueça que o mais importante é não se deixar levar pelos preconceitos e pelas idéias prontas. Desfrute da sua liberdade de experimentar e tirar suas próprias conclusões, nada pode ser mais educativo do que isso. Aproveite que nada está pronto para você e construa sua história com as matizes que desejar.

Logo você se dará conta que o mundo é um tanto caótico, estamos mergulhados em contradições e isso faz parte da nossa natureza humana. Você ficará triste sem qualquer motivo aparente, terá vontade de sumir no meio da festa mais animada e, sem qualquer explicação razoável, sentirá uma uma brisa de euforia tomar conta de seu corpo numa manhã chuvosa e cinzenta. Será assim por toda vida, mas essa gongorra de emoções é exatamente o que te fará sentir vivo.

Existe tanto para você! sua estrada parece infinita do ponto onde estás. Você conhecerá a escola, os colegas, os esportes, a música, as artes, as cores, as letras e, certamente, as garotas. No início elas lhe parecerão sem graça e até mesmo desnecessárias, mas não se engane, você passará boa parte do seu tempo pensando nelas ... e acredite, você vai adorar fazê-lo.

A vida pode ser muito boa ou muito ruim, o que posso te garantir é que nada está posto, há sempre a chance de mudar as coisas, existe sempre uma porta a ser aberta por quem mantém os olhos atentos para notá-la. Se você tiver bom humor e boa vontade perceberá que tudo é possível, irá curtir o melhor que o mundo tem a oferecer com toda intesidade possível.

A meta dos seres humanos é sempre a enigmática busca pela felicidade. Não existem receitas pré-concebidas, você terá que fazer suas próprias tentativas. Parece chato? que nada, será empolgante. Cada novo dia se apresentará com novas possibilidades, e se você tiver a mente aberta irá desfrutar de cada segundo com toda sua força.

Meu querido afilhado, viver não é tão fácil quanto parece nem tão difícil quanto dizem, tudo depende do olhar que lançamos à vida. Por enquanto, Chico, basta que você se preocupe em crescer saudável e, para isso, só não podes esquecer do fundamental: divirta-se!!!

PS: baseado na crônica "Carta ao João Pedro" de Martha Medeiros.

2 comentários:

Jéssica Britto disse...

Guarda esta carta para sempre, para qdo ele crescer poder ler... E saber que no mundo dos doidos, umas das melhores coisas é ouvir uma declaração de amor. E é assim que vejo teu texto.. mtooo bonito!

Mel Costa disse...

Sou sua "fã de carterinha" e esse é um dos textos mais perfeitos e poéticos que li nos últimos tempos! Você nasceu com o dom de palvra! Chico tem muita sorte de tê-la como madrinha! Parabéns a vc e à mamãe pelo lindo bebê!