terça-feira, 25 de março de 2008

Sábado

São tantas as caricaturas que desfilam impassíveis por entre mesas e garrafas vazias ... belos contornos transitam por entre a multidão sem nome, sem rosto, sem cor ... Candidatos do efêmero sucesso de um sábado ... pretendentes ao alívio imediato do álcool ou de uma atenção maliciosa ... Caricaturas do desejo alheio aprensetam silhuetas e formas em busca de algum remédio que adie sua dor ... oferecem sorrisos estáticos em troca de alguma mentira reconfortante ... movimentam o corpo atrás do papel principal, de um holofote direcionado por apenas um segundo.

Pernas, seios, caras e bocas ... a encenação da segurança almejada ... olhos inquietos, desesperados pela aceitação desejada ... movimentos ensaiados ... saias ... falas planejadas, repetidas ... caricatura testada ... sábado, juventude armada à sedução, amendrontada pela solidão de si mesma que sempre retorna aos domingos.

3 comentários:

TÁFFINI BRITTO disse...

Não tenho como dizer de outra maneira:
o texto tá foda!
parabéns.
um bj
pitaqueira

FABIH CALDAS disse...

tomara que tenha terminado em foda!! hahahaha mas daí foda é o domingo. :P

Michel Abelaria disse...

"encenação da segurança almejada", é isso aí.

Ótimo, Mabelita!!