quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Nada

N A D A.
Não houve nada.
Não ouve nada.
Apenas o silêncio.
Quando devia ter havido não houve, quando deveria ter ouvido não ouviu. Agora não há nada.
Nem você, nem eu ...
N A D A.

2 comentários:

Antônio Carvalhal disse...

Nada a declarar...

FABIH CALDAS disse...

voltei pro mundo blogger!!!
volta tbm? amo-te saudadeeeeeeees infinitas